Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘einstein’

Palestra no Parque do Ibirapuera, 2008, promovida pelo Instituto Sangari:

Parte 1: https://www.youtube.com/watch?v=fLBZNOyvsVU

Parte 2: https://www.youtube.com/watch?v=dno_XVMkDLA

Parte 3: https://www.youtube.com/watch?v=Wy6Aen7b5lI

Read Full Post »

A entrevista foi concedida em 2005, por ocasião das comemorações do Ano Internacional da Física.

EntrevistaIHUeinsteinPDF

Read Full Post »

Em algum dia de junho de 1951, o padre jesuíta Gaspar Dutra conheceu Einstein e lhe pediu que escrevesse uma carta para os estudantes do Colégio Anchieta, de Porto Alegre. Em 24 de junho daquele ano Einstein atendeu o pedido, escrevendo duas frases. O documento estava “perdido” em um cofre do colégio e foi encontrado recentemente, por ocasião da comemoração dos 125 anos do Anchieta.

CartaEinsteinAnchieta

Fontes: http://zh.clicrbs.com.br/rs/porto-alegre/noticia/2015/05/biografo-cre-que-carta-de-einstein-achada-no-rs-e-autentica-4766515.html e http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/brasil/2015/05/22/internas_polbraeco,484163/escola-brasileira-encontra-carta-escrita-por-albert-einstein-de-1951.shtml

Traduções diferentes. A apresentada na reportagem de Zero Hora

“Quem conheceu a alegria da compreensão conquistou um amigo infalível para a vida. O pensar é, para o homem, o que o voar é para os pássaros. Não toma como exemplo a galinha quando podes ser a cotovia.

Para os estudantes do Colégio Anchieta, Brasil”

e a apresentada pelo Correio Braziliense.

“Quem conheceu a alegria da compreensão conquista um amigo infalível para a vida. O pensar é para o homem o que é o ar para os pássaros. Não toma como exemplo a cotovia [pássaro típico da Europa] quando pode ser uma águia.”

Para os estudantes do Colégio Anchieta, Brasil”

EinsteinAssinaturas

Laudo grafológico: Os espaçamentos entre as letras da assinatura de Einstein foram analisados para comprovar a veracidade. O laudo comprova: convergência nos espaçamentos (Correio Braziliense).

No envelope foi encontrada esta fotografia, muito provavelmente obtida pelo famoso fotógrafo Marcel Sternberger, de Nova York.

einsteinFotoAnchieta

VALOR HISTÓRICO?

Os meios de comunicação exageraram na atribuição do valor histórico desse documento. Atender esse tipo de pedido era corriqueiro na vida de Einstein, sobretudo depois que ele foi morar em Princeton (EUA). Ele recebia muitas cartas e dava muita atenção àquelas enviadas pelos mais jovens. No livro Einstein lived here, Abraham Pais dedicou um capítulo a esta faceta da vida de Einstein. O capítulo, intitulado Samples from Die Komische Mappe, faz um resumo da coleção de documentos que o próprio Einstein definia como Die Komische Mappe. Uma tradução livre, baseada no Dicionário de Ouro Alemão-Português, seria A pasta engraçada. Existem mais de 600 cartas e cartões curiosos recebidos por Einstein, mas poucas respostas foram encontradas. Curiosamente, no mesmo ano da carta para os estudantes do Anchieta, Einstein recebeu um cartão de uma menina de 6 anos, pedindo que ele cortasse o cabelo: eu acho que você deve cortar seu cabelo, para que você fique bem aparentado.

EinsteinCartaCrianca6Anos

Fonte: PAIS, A. Einstein live here. Oxford: Clarendon Press.

Portanto, me parece que a carta para o Anchieta foi uma atitude banal de Einstein, por causa da sua gentileza com as pessoas com quem tinha contato. Há uma anedota, não sei se é verdadeira, que ninguém confiava mais nas recomendações que ele escrevia para candidatos a cursos de pós-graduação e a cargos universitários. Simplesmente ele recomendava todos que lhe pediam recomendação.

Read Full Post »

Einstein1915

Read Full Post »

Física de partículas e registros fonográficos: FisicaParticulas130529Pub (29.05.2013)

Olhem a base do iceberg: Iceberg130627Pub (27.06.2013)

Zweig e Einstein (Parte 1): EinsteinZweigP1_130823Pub (23.08.2013)

Zweig e Einstein (Parte 2): EinsteinZweigP2_130830Pub (30.08.0213)

Provence, o berço do vinho francês: VinhosProvence131129Pub (29.11.2013)

 

Read Full Post »

Faz 32 anos desde a primeira vez que visitei a Feira do Livro de Porto Alegre. Em 1994, quando ela fez 40 anos, eu até escrevi uma crônica. Faz 54 anos que a feira é realizada no mesmo local (praça da Alfândega) e no mesmo período. Inicia na última sexta-feira de outubro e encerra no segundo domingo de novembro. Vou fazer aqui uma retrospectiva fotográfica, com fotos do meu arquivo e deste livro do Paulo Betancur e Joaquim da Fonseca.

Sessão de autógrafos em 1970. Detalhe: não há mesas para os autores apoiarem os ivros. Na foto abaixo, de 1982, a sessão de autógrafos era ar livre, mas com mesa! No primeiro plano, a partir da esquerda: A orelha e o braço esquerdo do Mário Quintana, Bruna Lombardi e Clarisse, que não tava nem aí para os astros citados.

Nos anos 1990 os autógrafos passaram para um pavilhão, mais confortável.
José Antonio Pinheiro Machado (Anonymous Gourmet) autografa livro para o autor do blog.
Em 2003 participei de uma sessão de autógrafo do meu livro O plágio de Einstein, mas não estou achando as fotos desta sessão. Resenhas e outras informações sobre o livro encontram-se neste endereço: http://www.albert.einstein.nom.br/.  No ano mundial da física (2005), participei de uma sessão especial sobre Einstein, com Alfredo Tolmasquim e Cássio Leite Vieira.
Um dos destaques da feira, que já virou folclore, é a cata por raridades nos balaios.
Uma coisa desagradável é que sistematicamente durante a feira cai uma tromba d’água.

Personalidades

Dyonélio Machado Mário Quintana
Moacyr Scliar Ruy Castro e Luis Fernando Veríssimo
Mário Quintana e Carlos Drummond de Andrade, em bronze.

Read Full Post »

ibirapuera_081015

Veja matéria na Revista Fapesp, sobre a palestra que apresentei no Ibirapuera, dia 19/10, e o vídeo com as principais partes da palestra.

Read Full Post »

Older Posts »